CinemaCríticas

Crítica CTV: Mulher Maravilha: o filme certo, na hora certa.

Quem é fã da DC Comics, assim como eu, estava muito ansioso para o filme “Mulher Maravilha”, principalmente após sua estreia deslumbrante em “Batman V Superman: A Origem da Justiça”, em 2016.

Bem, então eu, João Luiz, como um bom fã de cinema, fui ver o filme ontem, e, meus amigos, posso lhes garantir que é um dos melhores filmes de Super Heróis já feitos, e é o que a DC precisava depois de alguns filmes mal recebidos pela crítica e por parte dos fãs, e com o hype altíssimo para “Liga da Justiça”, o filme veio na hora certa.

O Filme já começa com Diana Prince (Gal Gadot), no Presente, onde encontra em um Museu a foto original tirada durante a Primeira Guerra Mundial, e aí começa o filme realmente, com ela criança em Themyscira, o lar das Amazonas, com sua mãe, elas conversam, e depois de algumas cenas, já passa a mesma crescida e lutando, quando um homem (Chris Pine) aparece na ilha, perseguido por uma Tropa Alemã, onde há uma guerra com as Amazonas, causando a morte de sua treinadora, irmã de sua mãe.

Após Trevor contar sobre seu objetivo, ele e Diana resolvem fugir para tentar acabar com a Guerra que está acontecendo, e Diana quer derrotar Ares, Deus da Guerra, que está causando tudo aquilo. E ao pensar que Ares é o Capitão das Tropas Alemãs, ela o mata, porém, na verdade não é quem ela pensava ser, e esse é um dos grandes plot-twists (reviravoltas) do filme, porém não irei contar quem é o verdadeiro Ares pra não dar Spoiler. rs

Em geral, o filme é muito bom, tem uma história que prende o telespectador do início ao fim, uma boa trilha sonora, ótimas atuações. Destaque para Chris e Gal, os protagonistas do filme, que dão um show de atuação, o filme tem alívio cômico na hora certa, não sendo tão sombrio nem tão engraçado. O filme certo para esse momento da DC, e o melhor até agora do DCEU (Universo Estendido da DC).

Na bilheteria, o filme teve a menor abertura de um filme do DCEU, arrecadando US$233 milhões ao redor do mundo. Foi bem? Sim. Superou as expectativas? Sim. Mas poderia ter ido melhor.

Com este belo filme, o hype está mais alto para “Liga da Justiça”, que chega aos cinemas em Novembro de 2017.

 

Comente abaixo:

Artigos relacionados