ColunasConteúdo Geral

Análise: Em time que está ganhando não se mexe, aprende SBT

cwseiezxuaarylh

“Televisão é hábito”, com essa frase de Boni, a gente inicia a nossa coluna de hoje, para falar da atual situação do SBT, que nos últimos meses, numa tentativa desesperada de barrar o crescimento da RecordTV, promoveu diversas mudanças em sua programação, mas tudo isso sem avisar o principal interessado nisso tudo, o público. Resultado de toda essa falta de organização: sangria de público em todas as faixas do dia.

Começando pelo horário da manhã, o “Primeiro Impacto” raramente ultrapassava os 2 pontos de audiência, o SBT foi lá e trocou pela mesma coisa, só que com um nome diferente, agora “SBT Notícias”, também não deu certo, e voltou com o “Primeiro Impacto” sob o comando de Dudu Camargo, que vai bem, quando recebe bem do telejornal da madrugada, mas mesmo pegando a RecordTV com 0 ponto, o telejornal não segura, e nunca atingiu o segundo lugar na média, apenas durante os minutos iniciais, quando Bacci está elevando os índices da concorrência.

Na faixa vespertina, pós “Bom Dia e Cia”, o SBT já tentou de tudo, séries, programas, novelas, seriados, e nada deu certo, nada venceu a Record, que exibe o “Balanço Geral SP”, mesmo assim ela continua mudando e mudando, o “Casos de Família” já passou todos os horários da faixa vespertina, e faz o que pode para manter os seus fiéis 6 pontos de média, o “Fofocalizando”, que antes era “Fofocando”, um dia até conseguiu fazer frente a Record, mas imediatista como sempre, o SBT não quis esperar o programa de desenvolver, em menos de um ano, a atração já passou por mais de 10 alterações em seus horários.

As repetitivas novelas mexicanas, também entraram no pacote de rejeição por parte de público, desde novembro do ano passado, elas não param de perder audiência, “Querida Inimiga”, com um elenco totalmente desconhecido do público brasileiro, não funcionou, o SBT então, apelou para a volta de “Angelique Boyer”, agora em “O Que a Vida Me Roubou”, o folhetim está no inicio, tem potencial pra subir, mas até agora o público não quer saber da trama, a quarta exibição de “Rubi”, não deu certo, e até agora de todos os capítulos que foram exibidos, apenas 4 foram vice líder e a emissora perdeu outras 5 vezes para a Band, ficando em quarto lugar.

No horário nobre, as novelas “Carinha de Anjo”; “Chiquititas”, o “Programa do Ratinho” e a faixa de shows, estão dando certo e atingem bons índices para a emissora, por sinal, essa a única faixa onde o SBT não promove essas incessantes mudanças, que irritam e afastam o público, e é onde ela obtém o seu melhor resultado do dia, por que será né? Deus queira que a fase do SBT 2006/2007 não volte, os tempos são outros, as pessoas tem mais opções, e não aturariam esse tipo de comportamento, ainda mais vindo da terceira maior emissora do país. 

Comente abaixo:

Artigos relacionados

2 pensamentos “Análise: Em time que está ganhando não se mexe, aprende SBT”

  1. S bt apenas olho mais ñ consigo assisti, pura bagunça,nem merece segundo nem terceiro lugar , ñ msm